Paquera

Blog de Psicanálise

Com 50 anos, depois de ter vivido o luto pelo fim do casamento, voltou a namorar. Hoje, aos 63, ela compartilha amor e momentos felizes com outro homem, de 68 anos. Minha filha diz que o nome disso é crush, mas para que dar um rótulo? Acho que, nessa idade, a mulher tem mais facilidade de descobrir esses caminhos. Eu abracei minha liberdade. Quando conheceu o atual marido, ela tinha 56 anos e ele, Nunca me preocupei com o que o povo pensa, só me preocupo comigo mesma. Ela garante que se sente mais consciente neste relacionamento do que nas experiências da juventude.

Procuro mulher 95698

Homens mais novos mulheres mais velhas: uma feliz combinação

É preciso muita coragem para enfrentar os próprios preconceitos, medos e insegurança. Qual foi o caminho dos casais que você entrevistou para isso? No início, elas mais do que eles tinham muito medo e preconceitos. Por quê? Inverter esta lógica é questionar a própria lógica reproduzida pela maior peça das mulheres. O que incomoda muito!

Os motivos da amante

Restante tarde, emperdeu a filha mais nova, vítima de um assassinato. Tentou sites e aplicativos de namoro. Foi no site Coroa Metade que encontrou alguém com quem voltou a se sentir à vontade para recomeçar. Incentivado pela filha, entrou no mesmo site de relacionamento de Sonia. Estou vivendo uma felicidade plena. Foi um encaixe perfeito.

Comento

Leave a Reply